Entenda o que é Sustentabilidade Social

Essa matéria foi retirada do site “Renove suas ideias”. Vejam a definição do termo Sustentabilidade Social.

Sustentabilidade Social

Dentro do conceito de desenvolvimento sustentável, cuja proposta básica é a de que cada indivíduo enquanto consumidor, participante de uma empresa ou membro de um governo, modifique seu comportamento atual e adote práticas que contribuam para a continuidade sustentável de todos os processos sociais, ambientais, espaciais, políticos e econômicos, note que o papel do ser humano é fundamental. O mundo é constituído de pessoas; estas podem ser um consumidor ou uma autoridade de Governo. Podem também ser um empresário ou fazer parte de uma empresa. Podem ser afetados pela ação de uma empresa (como os membros de uma comunidade local onde a empresa atua) e podem também potencialmente afetar o funcionamento de uma empresa (rejeitando o consumo de um produto, participando de uma greve ou até invadindo as instalações de uma fábrica).

Observando que o papel das pessoas na sociedade global é complexo, podendo tomar vários papéis, é que Michael Porter sugeriu ampliar o conceito de Responsabilidade Ambiental Corporativa para incluir a dimensão social (Porter e Kramer 2006), introduzindo assim o pilar da sustentabilidade social de Elkington e criando a Responsabilidade SocioAmbiental Corporativa (RSC). A idéia é que as pessoas através das várias instituições em que elas atuam na sociedade são “partes interessadas” (ou “stakeholders”, do inglês) no funcionamento da empresa, isto é, sua ação afeta ou pode ser afetada pela atuação da empresa. Assim, a empresa não está “sozinha no mundo”, devendo se preocupar com a maneira como ela afeta e como pode ser afetada, pelas suas várias partes interessadas, acompanhando o relacionamento e o comportamento de tais partes interessadas. Atuando deste modo, tanto empresa quanto sociedade se beneficiam mutuamente da atuação da empresa naquela sociedade.

No âmbito empresarial, pensar de maneira socialmente sustentável, não implica apenas a aplicação de recursos financeiros para desenvolvimento de projetos sociais de filantropia. Implica também na mudança de atitude, na quebra de paradigmas e principalmente na busca de ações e soluções que possam contribuir para o desenvolvimento social da região ou país onde a empresa atua. As empresas que adotam a RSC, a incluem em suas estratégias (missão, valores, princípios e políticas), e a alta administração da empresa se compromete com sua implantação plena através de ações concretas de responsabilidade social e ambiental. Na comunicação externa com o público externo, a empresa adota, por exemplo, o Relatório de sustentabilidade (GRI), que demonstra quais são as ações empresarias de responsabilidade social e ambiental.

Pensem nisso!

Abraços =D

Rita Oliveira e Equipe NEF

Anúncios

Sobre NEF - PUC/SP

Sobre o NEF Núcleo de Estudo e Pequisa vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Administração Strictu Sensu. Eixos temáticos: Pensamento Prospectivo, Sustentabilidade,Consciência,Educação e Qualidade de Vida.
Esse post foi publicado em Sustentabilidade Social e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s